segunda-feira, 6 de junho de 2011

1 ano de Boca!


Sara sorri para um globo terrestre erguido por suas mãos. Ela veste uma camiseta lilás com o nome do blog, subtítulo e logo

Viva, viva! Vocês sabem que dia é hoje? Hoje é dia de comemorar, o Boca no Mundo faz seu primeiro aniversário! Pois é, um bebê, nascido tão pequeno e humilde, e que em tão pouco tempo de existência, tem me dado crescentes alegrias e cada vez mais lindas trocas com vocês! Querem ver como ele nasceu? Vamos lá no dia 6 de Junho de 2010, exatamente um ano atrás. Aproveito pra agradecer a todos vocês, que visitam, que lêem, que comentam, que participam, que divulgam, que contribuem e que, de uma forma ou de outra, colaboram! Um MUITO OBRIGADA do tamanho do mundo pra todos vocês! :*


E aqui no Boca, em dia de festa, quem ganha são vocês! Tem uma camiseta do blog e um CD promocional, com 10 músicas minhas, doidinhos pra pertencerem a algum leitor do Boca! Pra concorrer é muito fácil: basta comentar este texto respondendo a perguntinha que segue logo mais abaixo. Recebedores por e-mail que tiverem dificuldade pra comentar diretamente no blog, respondam por e-mail mesmo que a gente publica seu comentário aqui no Boca, formando um mural bem rico de respostas de todos os tipos. Pode participar qualquer pessoa, de qualquer idade, credo, condição, estado civil, profissão, mas desde que seja residente em território brasileiro. O sorteio do presente será dia 20 deste mês e o resultado sai por aqui no mesmo dia. Então participem e fiquem de olho...


Uma vez, sonhei que era um gigante, tão gigante que o planeta parecia uma bola em minhas mãos, e eu já não cabia nele, claro. O espaço sideral era gostoso de se sentir, e meu corpo parecia estar submerso em uma piscina, não pesava, mas também não queria boiar, e nem havia superfície para boiar nessa piscina infinita. Meus movimentos eram fluidos, lentos e relaxados, e apenas a ausência de gravidade me sustentava. Eu podia nadar nesse espaço negro, salpicado de estrelas, por entre os planetas, lua e sol. Mas só um planeta me atraía: a Terra, uma bolinha viva e pulsante entre minhas mãos. Eu não podia movê-la; na verdade, nem tocar diretamente nela eu podia, já que em torno de toda a esfera havia uma energia, uma capa magnética, que pulsava, pulsava, emanava calor e luzes de variadas cores. Mesmo assim, eu mantinha as mãos em volta dessa bola pulsante, a acolhê-la. Os sons que vinham da Terra me soavam como pequenas explosões, sobrepostas a um contínuo, misterioso e distante som, como o som que ouvimos dentro de uma concha do mar. E, de repente, tive a consciência de que a Terra podia me ouvir também, incluindo todos os seus habitantes humanos, animais, vegetais, minerais, tudo, desde o peixinho mais fundo no mar até a ave do pico mais alto, passando pelos homens líderes de todos os países, por todas as crianças, por todos os surdos, independente da língua, todos compreenderiam minha mensagem, qualquer pessoa que estivesse andando por uma grande avenida ou que estivesse dormindo, receberia minha mensagem. Então eu abri a boca...


E você? Se um dia estivesse diante do planeta, sabendo que toda a Terra te ouviria, o que você faria?...


33 comentários:

  1. Boa! Acho q eu contaria uma piada daquelas!!! Imagina o mundo todo rindo ao mesmo tempo e liberando muita endorfina...
    Parabeeeeens pro bocaaaa!!

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu dançar pro mundo, rs, mas como não cabe na pergunta, então eu ia dizer que o Amor vale apena! Pabrabéns Sarita!

    Saudades, beijoca!

    ResponderExcluir
  3. Alegre e Próspera6 de junho de 2011 20:41

    oi Sara! bem eu falaria para todos viverem suas vidas intensamente aproveitando e criando cada minuto com muito amor para que pudessem sempre apreciar toda a beleza e abundancia do universo, vivendo no aqui e agora! viva! bjs querida!Parabens boca no mundo bjs dani

    ResponderExcluir
  4. Pietro Cernusco (5 anos)6 de junho de 2011 20:54

    Eu cantaria: "Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada..."/Io canterei: "Era una casa molto carina, senza soffitto, senza cucina..."

    ResponderExcluir
  5. Giulio Garrone (7 anos)6 de junho de 2011 21:11

    Eu cantaria "O Som do Silêncio": "Quem é que nunca ouviu o som do silêncio? às vezes é tão bom o som do silêncio..." e contaria uma história bonita!

    ResponderExcluir
  6. Eu cantaria uma canção de ninar...

    ResponderExcluir
  7. Eu assoviaria a Nona Sinfonia de Bethoven. Parabéns para o Boca; que venham muitos dentinhos!

    ResponderExcluir
  8. Manoelina Magalhães6 de junho de 2011 21:30

    Vamos cantar com fé, que surgiu na Terra a paz! é o que eu cantaria, uma canção nascida agora da inspiração dessa reflexão. Que sintam-se todos iguais, que o povo tenha esperança. Parabéns! Manoelina Magalhães

    ResponderExcluir
  9. Magali Feliciano7 de junho de 2011 01:32

    Diante dessa bola de magma e fogo eu faria o seguinte:
    a convidaria para dançar em movimentos de tai chi, a energia passaria por todos os pontos,viraria um do in.
    Dores, alegrias, força. Tudo misturado num invisível processador.
    Palavras nessa hora, são impronunciáveis.
    A boca fala por si, pelos cotovelos, ou seria pelos poros, ou pelos cabelos?
    O mundo aqui dentro é o mundo lá fora.
    Parabéns incansável boca!

    ResponderExcluir
  10. Eu gritaria: olhem prá dentro de si, vejam o quão bonitos são. Sejam quem já são.

    "Torna-te aquilo que és." Nietzsche

    Parabéns Sara!!
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  11. EU ABRAÇARIA O PLANETA.

    ResponderExcluir
  12. Paz na Terra entre os homens, pois juntos somos fortes e juntos venceremos.

    ResponderExcluir
  13. Primeiramente quero te parabenizar pelo lindo texto! AMEI!! Gostei muito desta promoção...foi bem elaborada!! Em segundo lugar, sem querer puxar saco... a frase do Giulio (para mim) é a melhor!! Que sensibilidade!! rsrsrs.... bjos ao Giulio e Pietro. Mariana

    ResponderExcluir
  14. Se um dia eu estivesse diante do planeta, sabendo que toda a Terra me ouviria... eu diria a frase abaixo:

    "As pessoas que espalham AMOR não têm tempo, nem disposição para jogar pedras" (Irmã Dulce)

    Beijos e Parabéns para o BOCA NO MUNDO que faz aniversário junto comigo, numa data linda e especial!!! rs...

    ResponderExcluir
  15. Se um dia eu estivesse diante do planeta, sabendo que toda a Terra me ouviria, eu olharia bem pra todos eles, e sem dúvida nenhuma diria: "Seus lindos!"

    ResponderExcluir
  16. Diria que este mundo alerta para que tenhamos cuidado com ele, pois, é nossa casa e merece permancer como belo legado.

    ResponderExcluir
  17. Eu amo você(s)! Saudades, beijos no seu coração e parabéns. Sandra Araujo

    ResponderExcluir
  18. "Oliver mandou dizer que o mundo é uma fábula..."

    ResponderExcluir
  19. Eu imploraria mais união. E pediria que todos andassem de mãos dadas.

    ResponderExcluir
  20. Se tivesse essa oportunidade eu chamaria por todas as Saras Bentes, quereria conhecê-las. Conhecer pessoas maravilhosas, pessoas que têm alma de artista, que escrevem, desenham, cantam e encantam. Por fim diria a todos que ainda não possuem essas qualidades, que busquem no mais íntimo, pois lá está adormecido todo o amor que permite viver a vida muito melhor.

    ResponderExcluir
  21. Cláudio Valério9 de junho de 2011 08:10

    Se um dia eu estivesse diante do planeta, sabendo que toda a Terra me ouviria...diria:

    "Viver...e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz"...PAZ NO MUNDO GALERA!!!

    Seria bom ganhar um CD seu no meu aniversário esse mês, rsss...

    Parabéns pelo boca no mundo Sara, é uma pena não ter te encontrado mais no ônibus da cidade do aço, abraços e um mol de felicidades!

    ResponderExcluir
  22. Eu diria : olhem com atenção, ali, naquele pontinho chamado Brasil tem um anjo disfarçado de Sara Bentes, aproveitem a oportunidade para fruir dessa energia de puro amor!

    Amo você em todas as suas expressões artísticas e pessoais, parabéns por um ano do Boca, que venham muitos mais.
    Tb concordo com a Mariana Ribeiro, o Giulio foi muito especial e verdadeiro, adorei!

    ResponderExcluir
  23. Ah, eu diria bem baixinho. . . " se vocês soubessem como são tão pequeninos diante deste Universo lindo, não brigariam tanto, nem perderiam tempo com bobagens. . . "

    ResponderExcluir
  24. Parabéns, Sara.
    Obrigado por tudo. Seja feliz sempre.
    Bj gde.
    Marcos Bittencourt
    PS - os posts vão anônimos por conflitos entre este leitor e o blog :)

    ResponderExcluir
  25. É uma ótima pegunta, mas são tantas coisas que iria falar pra tanta gente diferente. Mas como é pra escolher uma única coisa, falaria um poema, em especial este abaixo:

    Os indiferentes
    por Antonio Gramsci

    Odeio os indiferentes.
    Acredito que viver
    significa tomar partido.

    Indiferença é apatia,
    parasitismo, covardia.
    Não é vida.

    Por isso, abomino os indiferentes.
    Desprezo os indiferentes,
    também, porque me provocam
    tédio as suas lamúrias
    de eternos inocentes.

    Vivo, sou militante.
    Por isso, detesto
    quem não toma partido.

    Odeio os indiferentes.


    PARABÉNS SARA!!! SUCESSO SEMPRE. ESTAMOS JUNTOS!!!

    Michel Cantero

    ResponderExcluir
  26. Eu tocaria para um grande coral terrestre com João Carlos Martins regendo, Sara Bentes solando e todas as crianças vestidas de anjo dançando. Seria o céu!
    Parabéns, Amiga! Vc merece todo o sucesso, amor, saúde e felicidade. Te amo! bjs musicais siderais.

    ResponderExcluir
  27. Eu abriria a boca e diria,
    com o som do pensamento,
    com o som da emoção
    com o som de uma lágrima...
    Eu diria,
    com todos esses sons de silêncio,
    em silêncio
    e de olhos fechados,
    eu diria...
    "Viver vale a pena
    apesar de tudo,
    das diferenças,
    das dificuldades...
    Viver vale a pena só no sentir a vida
    mesmo que em silêncio,
    mesmo que na escuridão...
    Sentir... simplesmente sentir!!!"


    Sarinha, sei q estou super em falta com vc
    mas tenha certeza q, mesmo distante
    o carinho é super verdadeiro...
    Saudades imensa de vc!!!
    Parabéns pelo e para o blog!
    Mil bjnhos

    ResponderExcluir
  28. Eu diria apenas PAZ entre os homens e destes com tudo mais que existe na Terra!

    ResponderExcluir
  29. Viva e deixe viver! Seja capaz de interagir com os homens e a natureza de forma equilibrada. A vida é apenas um segundo e a cada segundo que perdemos dela é mais um passo dado. Harmonia vale muito mais a pena que a maldade, seja tudo o que quer, mas sempre positivo. O universo é imenso e assim deve ser seus ideias, imensos, capazes de ser alcançados. Todos somos iguais, mesma composição biológica, orgânica e espiritual. Qualquer forma de Deus é válida, seu deus é você.
    Não joga fora sua vida por simples besteira, viva e deixe viver!

    ResponderExcluir
  30. Sara
    Diante do planeta, diríamos bem alto o que Shirley Vilhalva deve expressar lindamente em sinais e escreveu em seu livro "O Despertar do Silêncio":

    ...A missão para a arte não tem dor.
    ...Enquanto a arte se edifica, a música toca a mensagem de Deus, que para os homens da terra, o dom de amar é o mais importante. O véu da noite vem acariciar este espetáculo da vida, como uma estrada florida
    cheia de emoção, na união de seres surdos e ouvintes, cegos e videntes, andantes e cadeirantes, os que têm faculdade de pensar e os que não tem. Na união de negros e brancos “e de todas as raças".
    Muitos abraços dos amigos
    Dalva e Cirilo

    ResponderExcluir
  31. Oi Sara
    Participei do comentário anterior com Dalva.
    Mas hoje quero dizer que diante do planeta, também declamaria um poema preferido de autoria de Ernesto Cardenal.

    Salmo da Paz

    Os pés do mundo hoje caminham
    por estradas de asfalto e violência,
    mas o coração dos humildes é mais forte do que os tanques.

    A paz para os homens não virá de fora
    nem se construirá com armas nucleares,
    nem chegará por acordos de governos.

    Ela está presente no coração do universo
    e todas as coisas caminham para a paz.

    Chegará como a aurora
    para este mundo maltratado e já quase cansado,
    e chegará das mãos dos simples,
    dos humildes e pobres desta terra,
    e será anunciada por boca de crianças
    e ao som de músicas de jovens corajosos (como Sara Bentes)

    Será como o orvalho para esta terra seca.

    Felicidades
    Abraços
    Cirilo

    ResponderExcluir
  32. ja acabou a promoção mas mesmo assim irei comentar, eu diria:

    respeite o próximo, só isso ja resolveria 90% dos problemas da terra.

    ResponderExcluir
  33. Supondo que, nessas circunstâncias, eu pudesse ouvir melhor a música das estrelas, eu a ouviria e começaria a cantarolar bairxinho, junto com toda a Terra.

    (sei que não tá valendo mais a promoção, mas tudo bem. rs)

    ResponderExcluir